terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Rio















um rio sempre parece tentar se esvaziar
sem nunca ter a mesma água
e mesmo assim, quando vejo um rio,
parece estar sempre ali, o mesmo rio

olhar, olhar o rio
sem parar...

ouvir o rio
imaginar...

correnteza que me pega
flutuar...

às vezes me pego estar como um rio
de águas quentes
correndo nas veias
desconjuntando os braços
todo o corpo

às vezes
apenas um barco
plena represa

às vezes
transbordo...

Nenhum comentário: